Saiba como criar um chatbot para Facebook em 5 passos!

 

Ter um chatbot para Facebook na sua fanpage é uma ajuda e tanto. Ele possibilita aumentar a sua produtividade, otimizar o atendimento e automatizá-lo. Essa ferramenta vem ganhando muito destaque e contar com ela é fundamental atualmente para quem almeja ter um processo interativo eficiente nas redes sociais.

Grandes empresas já adotaram o chatbot e a sua popularização faz com que empresas de todos os portes possam utilizá-lo e aproveitar os benefícios que esse recurso apresenta.

anunciar no google ,pr marketing ,como anunciar no google,como anunciar no google, link patrocinado google,anuncio google,envio de email marketing,marketing digital on line, google marketing digital,curso online marketing digital google,tutorial marketing digital, marketing digital social media,marketing social,cursos marketing digital online,marketing em midias sociais, ,programa para venda de produtos,como criar site de afiliados,

Uma das vantagens, além das respostas automáticas, é enviar mensagens a todos que se comunicaram com você pelo chat, tendo assim um grande mecanismo de divulgação e comunicação.

Se a sua página no Facebook visa se comunicar com os clientes de forma prática, o chatbot é excelente e torna o processo muito mais simples. A lista de contatos é muito importante para outras estratégias de marketing digital e montá-la com ajuda de um chatbot é sempre mais prático.

Mas, certamente, você deve estar curioso para saber como criar um chatbot para Facebook. Por isso, listamos um passo a passo que ensina você a criar um e começar a usá-lo o quanto antes.

1. Criar uma conta no Chatfuel

O Chatfuel é uma ferramenta inovadora e gratuita que possibilita a criação de um chatbot sem programação e de forma simplificada. O primeiro passo para acessá-lo é entrar no site do Chatfuel e criar uma conta.

Já que o nosso objetivo é criar um chatbot para o Facebook, basta conectar a sua conta dessa rede social e pronto. Após a conta ser concluída, você será direcionado para um painel onde poderá fazer as etapas seguintes.

2. Escolher o template

No segundo passo, é necessário nomear o seu chatbot e então partir para a escolha de um template. Escolher os modelos pré-determinados é excelente para otimizar o processo.

Na sequência, você criará um chatbot específico para o Facebook Messenger, Basta ir em frente e escolher a opção “Blanck ChatBot”. A partir dela, é possível definir as regras começando do zero na tela seguinte.

Após isso, clique no botão “Criar Chatbot” e depois entre no painel após tocar em um ícone que parece uma caixa grande. Nessa fase, você pode criar a sua conversa com base nas regras definidas.

3. Entender os recursos do chatbot

Antes de seguir para a criação de mensagens mais específicas e começar a usar de vez o chatbot, é importante entender alguns recursos nele contidos. Ao utilizar plataformas como o Chatfuel, você terá alguns recursos, específicos da plataforma, que são de suma importância para tirar o máximo proveito da ferramenta.

Um bom exemplo disso é que o Chatfuel permite utilizar qualquer design personalizado do Facebook diretamente no Messenger. O próprio Facebook facilita isso visando ofertar a melhor experiência possível aos usuários por meio da utilização de bots no bate-papo.

É interessante também compreender alguns componentes da interface do usuário do Messenger para entender como utilizar o bot de forma mais apropriada. Vamos a eles:

  • tela de mensagem simples: a mensagem comum que utilizamos normalmente para conversar com qualquer pessoa;
  • botões e tela do messenger: Essa caixa possibilita a inserção de texto, imagem entre outros;
  • slider de imagem: um controle que desliza de forma horizontal e é composto por imagens. Elas servem, por exemplo, para demonstrar ao usuário uma série de produtos diferentes.

4. Definir uma mensagem de boas-vindas

Buscando padronizar as ações, é interessante criar uma mensagem de boas-vindas. O próprio ChatFuel cria uma, pois sabe da importância disso. Essa mensagem é enviada sempre que usuário iniciar uma nova conversa, depois de fechar a janela do bate-papo e retornar em um outro momento.

Ela automaticamente vai ser disparada quando o chat for aberto. Não é preciso que o usuário escreva alguma coisa para recebê-la. Já a mensagem padrão (uma resposta automática) surgirá apenas quando o usuário escrever alguma coisa. Você pode configurar isso para ser feito a cada interação nova com o usuário ou não, tudo conforme a estratégia que foi definida anteriormente.

Além de saber como criar, é importante saber como editar essa mensagem de boas-vindas. Para fazer isso, basta ir na caixa com layout na área de edição. Nela, é possível adicionar um texto, inserir botões e desencadear as ações que serão tomadas nesse novo momento.

Em um exemplo prático, podemos usar a seguinte pergunta: O que você prefere? E embaixo colocar dois botões com uma opção cada para o usuário escolher a resposta (produto X ou produto Y, por exemplo).

Também é possível inserir uma URL personalizada em cada botão. Ou seja, eles são recursos importantes para gerar tráfego para a sua loja virtual ou site escolhido. Um chatbot criado para Facebook apresenta muitas possibilidades, inclusive permitindo variar a sua estratégia a todo momento.

5. Como tirar melhor proveito do chatbot para Facebook

Já que agora você sabe como criar um chatbot para o Facebook, aí vão algumas dicas extras sobre como tirar melhor proveito desse recurso. A primeira delas é sobre o tamanho das mensagens. Como a automatização permite uma troca de mensagens mais rápida, é importante não jogá-las todas de uma vez, especialmente com o uso de mensagens longas.

Além de cansar o usuário, acaba prejudicando o processo interativo como um todo. Ao dividir o processo em etapas, você consegue criar várias CTAs, fazendo com que uma conversa gere um grande engajamento e que o usuário possa realizar várias ações em um curto período de tempo como visitar a sua loja virtual, assinar a sua newsletter etc.

Se uma simples ação já é algo muito poderoso, imagina várias ao mesmo tempo? Outra dica importante está no aprofundamento do conteúdo apresentado. O histórico das conversas permite entender melhor o comportamento do usuário, o que é fundamental para compreender quais são as suas demandas.

Por meio disso, é possível criar uma estratégia mais personalizada e enviar conteúdos que tenham mais a ver com o que ele procura. Dessa forma, cria-se um processo interativo mais poderoso e se fideliza a audiência.

Curtiu essas dicas? Que tal receber outras tão interessantes como essas diretamente na sua caixa de e-mail? É simples, basta assinar a nossa newsletter!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *